História

Tradição que se renova

Motivação

Construir o primeiro Shopping Center da cidade e permitir que os uberabenses pudessem fazer suas compras sem se deslocar às cidades vizinhas foi a principal motivação de um grupo de empresários que se uniram para fazer o investimento concretizado, com recursos próprios, em abril de 1999, em área total construída de 21.865 m², que quase triplicará com a quarta expansão chegando a 125mil m². A iniciativa baseou-se em pesquisas de viabilidade e discussões com a comunidade. A meta de fortalecer Uberaba cada vez mais como polo regional de atração de consumidores. Não impactou a concorrência, devido à sua ausência, mas impactou a região transformando-a em um vetor de desenvolvimento. 

 

Funcionalidade

A conceituada arquiteta Virgínia Portugal, do Rio de Janeiro, que atende o Shopping mesmo antes de ser inaugurado, explica que maximizando a potencialidade do terreno de 130.000 m², o projeto do Shopping Center Uberaba foi concebido em três etapas, a primeira foi inaugurada em 1999,  a segunda em 2005 e a terceira, em 2011, atingindo 50.000 m² de construção e 30.000 m² de ABL. Com as âncoras Hiper Bretas, Magazine Luiza, Lojas Americanas e Cinemais e as recém-inauguradas C&A, Renner e Riachuelo, é sucesso de público com operação econômica.  As expansões não alteraram a circulação, inclusive porque a arquiteta implementou uma sinalização eficiente, inclusive denominando os estacionamentos com nomes de gado, já que a cidade é sede da maior exposição de gado zebu do mundo. 

  

Inovação e criatividade

O arquiteto urbanista Mauro Senna ressalta que desde sua concepção, a arquitetura do Shopping Uberaba incorpora os conceitos da arquitetura bioclimática e do conforto ambiental térmico e lumínico naturais através de métodos passivos, visando ao bem-estar de seus usuários e à racionalização do consumo de energia, em atendimento direto aos interesses financeiros dos lojistas e dos incorporadores. 

Os princípios adotados para proteção térmica conjugada à iluminação natural em respeito aos partidos arquitetônicos concebidos, buscam proteger o interior da edificação contra a incidência da radiação solar  direta através de fatores de sombreamento promovido pelo paisagismo vegetal, beirais, marquises, brises verticais e horizontais, além de outros elementos arquitetônicos com propriedades térmicas tais como  telhas sanduíche, placas de vidro, além de vidros planos e termoplásticos especiais. A potencialização da ventilação natural na atual configuração do mall leva em conta os ventos dominantes em atendimento à ventilação higiênica – obtida através da convecção do ar aquecido pelo efeito chaminé, e à ventilação de conforto - promovida pela tomada de ar por vãos orientados, da melhor forma possível, visando à captação dos ventos dominantes. Essa corrente de ar no nível do usuário provoca a evaporação do suor que, por sua vez, reduz a temperatura da pele e promove a sensação de conforto.

A adequação dos sistemas de ventilação e iluminação por métodos naturais à arquitetura do Shopping Uberaba tem se mostrado eficiente desde a sua concepção original, no decorrer de todas as expansões, sem que as intervenções mais recentes interferissem negativamente no funcionamento das anteriores. 

 

Sustentabilidade

Virgínia Portugal acrescenta que a comprovação de que o projeto foi conduzido de maneira correta, tendo sido simulado pelo software Casamo-clim, é que há pleno conforto térmico e lumínico, não existindo a percepção dos clientes de que o mall não possui ar condicionado. A média do consumo de energia por m2 de ABL é de 34kWh. O uso de energias renováveis foi a principal característica a ser estudada desde o início da concepção do projeto. Há o aproveitamento da luz natural durante o dia e a luz artificial usada à noite é feita com lâmpadas de alto rendimento. A subestações localizam-se junto aos centros de carga, faz uso de barramentos blindados e medidores individualizados por loja o que garante o controle permanente da energia gasta. Um tanque preserva a água gelada. O acúmulo de medidas voltadas para a economia resulta em um dos mais baixos índices de consumo de energia elétrica entre os shoppings brasileiros.

 

Resultado final

O mix está praticamente completo, mas há ainda algumas carências, que  serão atendidas com as lojas existentes e nas futuras expansões. Visando a valorização do cliente que cada vez mais é fiel ao Shopping, neste ano foi implementado o Serviço de Apoio ao Cliente (SAC) e  implantado CRM, um programa de relacionamento e recompensas para o cliente. A satisfação dos clientes pode ser medida pelo índice de aumento nas vendas que, historicamente, tem batido a média nacional. O tempo de permanência dos clientes no Shopping também registra aumento ano a ano à medida que o Shopping oferece mais opções e, consequentemente ficando mais atrativo. Enquanto a média nacional é de 72 minutos, no  Shopping Uberaba é de 83 minutos.

 

Horário de funcionamento

  • Praça de Alimentação

    Todos os dias 11h às 23h

  • Lojas

    Segunda a Sábado 10h às 22h
    Domingos 14h às 20h
    Feriados 13h às 20h